Melhores resultados do 1º semestre de 2018 do Projeto Próximo Passo

18 de junho de 2018 | 19:07

Montagem com as três fotos de André, Jéssica e Alex

Os atletas do Instituto Mara Gabrilli brilharam no primeiro semestre de 2018. Em apenas um semestre, foram 96 participações em provas, 83 pódios e muitas, muitas medalhas.
No quadro geral foram:
– 37 ouros
– 29 pratas
– 17 bronzes

André Rocha, mais uma vez, bateu o recorde mundial no lançamento de peso. Durante os dias 2 e 3 de junho, ele participou da 1ª etapa nacional do Circuito Loterias Caixa de Atletismo, que aconteceu no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo. Ao todo, 287 atletas de 22 Estados e do Distrito Federal foram inscritos, sendo São Paulo a unidade da federação com o maior número de representantes: 122.

Em abril, André já havia garantido o feito no Open Internacional Loterias Caixa, com a marca de 8,73m, um centímetro a mais do que o antigo recordista da classe F53, o mexicano Mauro Maximo de Jesus. Desta vez ele alcançou a marca de 8,81m.

Com o novo recorde, ele superou uma marca que perdurava desde os Jogos de Pequim, em 2008, e tornou-se o único atleta do arremesso de peso a deter dois recordes em classes diferentes, já que também é o atual dono da marca mundial da classe F52, com 11,52m. Como o Open foi a sua primeira competição internacional da temporada, André foi submetido a uma nova avaliação de classificação funcional, que o levou à F53, para atletas com menor grau de deficiência.

E não para por aí! Durante os dias 30 de junho e 1º de julho, a seleção brasileira de atletismo despediu-se com excelentes resultados do Grand Prix da modalidade, que aconteceu em Berlim, na Alemanha. E André Rocha quebrou mais um recorde mundial no arremesso de peso, conquistando a marca de 8m83.

Jiu-Jitsu

Saindo das pistas de atletismo e indo para o tatame, em abril desse ano, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, Alex Alves, atleta do Instituto Mara Gabrilli, sagrou-se campeão mundial no Abu Dhabi World Professional Jiu-Jitsu Championship. Maior evento internacional da modalidade, a competição reuniu nomes consagrados que disputaram o título de Rei do Tatame na Arena Mubadala.

Alves sagrou campeão na categoria até 88 kilos e absoluto na categoria sem divisão por peso. Ele, que por muitos anos foi o maior destaque da seleção brasileira de basquete em cadeira de rodas, perpetuou seu nome na galeria dos maiores ídolos do parajiu-jitsu mundial.

Agora é a vez das mulheres!

Depois da decisão corajosa de migrar de modalidade – do Paraciclismo para o Paratriathlon, a atleta Jéssica Moreira está arrebentando. Ela chegou à Espanha dez dias antes da prova com tempo para se adaptar ao clima, conhecer e tentar treinar no percurso da prova. No dia 4 de maio de 2018, ela passou pela tão esperada Classificação Funcional que confirmou sua categoria: PTWC.

Mesmo enfrentando uma temperatura baixa na água e muito vento na Handcycle, seu objetivo foi alcançado. Jéssica foi bronze na Copa do Mundo de Triathlon na Espanha, com o tempo de 1:30:57. Agora ela trabalha para chegar a Tokyo, nas Paraolimpíadas em 2020.

Sobre o Projeto Próximo Passo

O esporte como um importante facilitador da inclusão. Esta é a essência do Projeto Próximo Passo, que oferece estrutura e suporte técnico para atletas do esporte de alto rendimento. Ação pioneira do Instituto Mara Gabrilli, o PPP apoia atualmente 26 atletas, divididos nas seguintes modalidades: natação, Paraciclismo, Paratriathlon, remo, Rugby, tiro, jiu-jitsu, tênis de mesa, ski cross country, corrida de rua e lançamento de peso e disco.

Patrocinador do Projeto Próximo Passo:
– TOYOTA

Apoiadores:
– SESVESP
– METRA
– LATAM
– BODYTECH